OS 3 DESEJOS DO CORAÇÃO DO HOMEM

Tiago 4:1-4 “1 De onde vêm as guerras e pelejas entre vós? Porventura não vêm disto, a saber, dos vossos deleites, que nos vossos membros guerreiam? 2 Cobiçais, e nada tendes; matais, e sois invejosos, e nada podeis alcançar; combateis e guerreais, e nada tendes, porque não pedis. 3 Pedis, e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites. 4 Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus”.

Tiago vai abordar que nossos conflitos e brigas surgem de 3 paixões do coração humano, esses desejos são:

Cobiça (v.2)O desejo de ter coisas e a ambição nos roubam a paz! Quando você quer muito uma coisa, é capaz de fazer qualquer coisa para consegui-la. Há até uma expressão famosa para esse tipo de atitude: Os fins justificam, os meios. Essas paixões são “sabotadoras da paz”. Quantas vezes perdemos o foco e nosso alvo (Cristo) porque ficamos cegos por desejos humanos. 

São pequenas coisas que nos fazem perder a direção, precisamos analisar sobre o que estamos correndo atrás dessa vida. Jesus quer sim que você tenha sonhos, mas esses sonhos não podem atrapalhar nossa caminhada de fé com Deus. O que nessa vida você está cobiçando que faz você perder o foco em Jesus? Será que você correrá atrás dos seus sonhos ou de Jesus?


Inveja (v.2)Esse sentimento nos faz brigar com as pessoas que possuem algo que gostaríamos de ter. Por que ela tem e eu não? ele não fez nada para merecer aquilo. Eu é que deveria ter um desses. A inveja sempre acaba em briga e confusão.


Egoísmo (v.3) A busca pela satisfação pessoal é a essência do egoísmo. O egoísta coloca a si mesmo em primeiro lugar, por isso não consegue ter paz. Sabe por quê? Porque está sempre brigando! Briga porque 

O Egoísmo fala muito sobre querer ter as coisas apenas pra gente, sobre o “EU” ser a coisa mais importante desse mundo e que meus desejos realizados. Porém Deus deseja 100% da nossa vida. É impossível querer viver uma vida como discípulo se a gente não estiver disposto a abrir mão, entender que o meu “EU” precisa ser deixado de lado e o “NÓS” precisa ser compartilhado. O que da nossa vida precisamos abrir mão para que Deus possa fazer sua obra por meio de nós?

Sabemos que nosso coração é pecaminoso, e que existe uma luta diária entre o Espírito e a Carne que há dentro de nós. Tudo isso surge por causa do prazer próprio. O cristianismo é sobre se submeter, submeter a Deus e a uns aos outros. Abra mão do seu orgulho e sirva. É impossível querer viver uma vida como discípulo se a gente não estiver disposto a abrir mão,
O que precisamos abrir mão para que Deus possa fazer sua obra em nossa vida?

Fazer que Ele cresça e eu diminua, humilhar-se diante de Deus, pedir perdão e arrependimento, pois assim Ele nos exaltará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *